11 de julho de 2009

Cracóvia (I)

O filme "A lista de Schindler", de 1993, é considerado como um dos melhores filmes já feitos no que diz respeito a filmagens sobre a Segunda Guerra Mundial em geral e sobre o Holocausto em particular. O filme retrata a história real da mudança de postura do tcheco Oskar Schindler, que no início se mantém alheio à guerra -- buscando, inclusive, obter o maior lucro possível que a guerra lhe traz -- e, ao final, luta pela salvação do maior número possível de judeus, contratando-os para trabalharem em sua fábrica e, consequentemente, salvando-os dos campos de concentração nazistas.

Caminho entre Varsóvia e Cracóvia

Situação dentro do trem -- e acreditem, estava agradabilíssima a temperatura

Os campos da Polônia

A chegada à Cracóvia

O que talvez muita gente não saiba é que a fábrica de Schindler ainda está de pé na bela cidade de Cracóvia, localizada no sul da Polônia. A cidade, fundada no século VII, tem aproximadamente 800 mil habitantes e foi capital da Polônia entre os anos de 1038 e 1596. A cidade sempre se destacou historicamente por ser o centro do movimento judaico na Polônia, sendo sua população composta em boa parte por judeus.

Placa na porta da fábrica de Oskar Schindler

Entrada da fábrica de Oskar Schindler

A fábrica de Oskar Schindler

A fábrica de Oskar Schindler

A cidade permaneceu relativamente intacta após o fim da Segunda Guerra Mundial. Acredita-se que os nazistas planejavam destruí-la completamente, como fizeram com Varsóvia. Quando os soviéticos tomaram conhecimento do plano, resolveram intervir para preservar a cidade.

(Continua na próxima postagem.)

Postar um comentário