30 de agosto de 2009

Auschwitz-Birkenau (XII)

(Continuação da postagem anterior.)

O período de maior atividade do campo de Auschwitz-Birkenau foi entre abril e junho de 1944, quando o campo se tornou o centro do massacre dos judeus húngaros. A Hungria era uma aliada da Alemanha durante a guerra, mas resistiu e não enviou seus judeus para a Alemanha até que os nazistas enviaram tropas para ocupar a Hungria em março de 1944. Em 56 dias, estima-se que 436.000 judeus húngaros foram deportados para Auschwitz e mortos.

O resultado do campo de extermínio de Auschwitz I e Auschwitz II (Birkenau). A foto fala por si

O resultado do campo de extermínio de Auschwitz I e Auschwitz II (Birkenau). A foto fala por si

O resultado do campo de extermínio de Auschwitz I e Auschwitz II (Birkenau). A foto fala por si

"Nosso objetivo é uma 'limpeza completa' dos judeus dos países da Europa oriental."

Em um dos muitos testes até se chegar ao gás "perfeito" -- Zyklon B --, os nazistas tentaram de tudo -- inclusive matar os prisioneiros com o gás carbônico emitido por um caminhão a diesel. Desistiram da ideia por ser demorado e caro

Fuzilamento sumário de crianças

Assassinados pela fome e pelo trabalho forçado

O resultado do campo de extermínio de Auschwitz I e Auschwitz II (Birkenau). A foto fala por si

Sobreviventes do campo de extermínio de Birkenau

O resultado do campo de extermínio de Auschwitz I e Auschwitz II (Birkenau). A foto fala por si

Seis milhões de judeus mortos -- este foi um dos resultados finais do nazismo

Tomara que o raio de luz que se põe atrás de um lugar cujas lembranças são tão negativas possa fazer com que jamais tais atrocidades sejam cometidas novamente em nosso planeta

(Fim da série sobre Auschwitz-Birkenau. Próxima série: considerações finais sobre o nazismo e sobre o Holocausto.)

Postar um comentário